SAIBA MAIS SOBRE O RO - RR


Rondônia


Rondônia é uma das 27 unidades federativas do Brasil. Está localizado na região Norte e tem como limites os estados do Mato Grosso (a leste), Amazonas (ao norte), Acre (a oeste) e aRepública da Bolívia (a oeste e sul). O estado possui 52 municípios e ocupa uma área de 237.576,167 quilômetros quadrados, sendo aproximadamente cinco vezes maior que a Croácia, e mais de duas vezes maior que a Bulgária. Sua capital e maior município é Porto Velho. Outras cidades importantes são: AriquemesCacoalEspigão do OesteGuajará-MirimJaruJi-ParanáRolim de Moura e Vilhena.
Com 1.590.011 habitantes (IBGE/2012), Rondônia é o 3º estado mais populoso e o mais denso da região Norte, sendo o 23º mais populoso do Brasil. A população rondoniense é uma das mais diversificadas do Brasil, composta de migrantes oriundos de todas as regiões do país, dentre os quais destacam-se os goianos, paranaenses, paulistas, mineiros, gaúchos, capixabas, baianos, mato grossenses e sergipanos (cuja presença é marcante nas cidades do interior do estado), além de cearenses, maranhenses, amazonenses e acreanos, que fixaram-se na capital, preservando-se ainda os fortes traços amazônicos da população nativa nas cidades banhadas por grandes rios, sobretudo em Porto Velho e Guajará-Mirim, as duas cidades mais antigas do estado.
Rondônia é o estado com a maior porcentagem de evangélicos do Brasil e também o 3º estado mais rico da região Norte, responsável por 12,4% do PIB da região. Apesar de ser um estado jovem (criado em 1982), possui o 3º maior Índice de Desenvolvimento Humano, o 2º maior PIB per capita, a 2ª menor taxa de mortalidade infantil, a 3ª menor taxa de analfabetismo entre todos os estados das regiões Norte e Nordeste do país e a 4ª maior teledensidade do Brasil. Em 2009, com um crescimento de 7,3%, o estado apresentou o maior crescimento do PIB entre todos os estados brasileiros. Rondônia também possui a 8ª melhor distribuição de renda e a 4ª menor incidência de pobreza de todo o Brasil, além do melhor desempenho na avaliação do PISA 2009, entre todos os estados das regiões norte e nordeste.
O relevo é suavemente ondulado; 94% do território encontra-se entre as altitudes de 100 e 600 metros. MadeiraJi-ParanáGuaporé e Mamoré são os rios principais. O clima é equatorial e a economia é baseada na pecuária e na agricultura (cafécacauarrozmandiocamilho) e no extrativismo da madeira, de minérios e da borracha.

Geografia


Relevo


Cerca de 66% da superfície do território se encontra entre 100 e 300m de altitude; trinta por cento, entre 300 e 800m; e quatro por cento, abaixo de 100m. Três unidades compõem o quadro morfológico: oplanalto cristalino, o chapadão e a planície aluvial.[13]
planalto cristalino ocupa a maior parte do estado. Seus terrenos ondulados, talhados em rochas cristalinas, constituem um prolongamento, para noroeste, da encosta setentrional do planalto central brasileiro. O chapadão, que se ergue sobre o planalto cristalino, tem uma topografia tabular cortada em terrenos sedimentares e alcança os mais elevados níveis altimétricos de Rondônia. Com forma alongada, atravessa o estado de sudeste para noroeste, com o nome, na extremidade noroeste, de serra ou chapada dos Parecis e serra dos Pacaás Novos. A planície aluvial forma uma estreita faixa de terras planas, sujeitas a inundação, que se desenvolvem ao longo do curso do rio Guaporé.[13]

Demografia

Principais cidades



Pólos regionais

  • Porto Velho: com uma população de 435.732 habitantes (IBGE/2011), é a maior cidade do estado, 3ª maior capital e quarta maior cidade da região Norte. É também a 46ª maior cidade e 21ª maior capital do país. Desde outubro de 2008, a cidade conta com o maior shopping center do estado e o 5º maior da região Norte, com 29.962 m².
  • Ji-Paraná: com 117.363 habitantes (IBGE/2011), é a segunda cidade mais populosa de Rondônia, 16ª maior da região Norte, e 227ª maior do Brasil. Detém o segundo maior PIB do estado.
  • Ariquemes: com 91.570 habitantes (IBGE/2011), é a terceira cidade mais populosa do estado, a 28ª maior da região Norte e a 310ª mais populosa do Brasil. Ariquemes possui o 7º maior IDH e o 4º maior PIB do estado de Rondônia.
  • Cacoal: com 78.958 habitantes (IBGE/2011), é a quarta maior cidade do estado, 33ª maior da região Norte e a 366ª mais populosa do Brasil. Possui o quinto maior PIB entre os municípios rondonienses. É a cidade com o melhor índice de saneamento básico do estado de Rondônia.
  • Vilhena: possui uma população de 77.937 habitantes (IBGE/2011), a quinta maior do estado, 34ª maior da região Norte e 383ª maior do Brasil. Contudo, é a terceira área urbana mais populosa do estado e detém o terceiro maior PIB entre os municípios de Rondônia. Conhecida por seu clima relativamente agradável e pouco comum na região amazônica, a cidade ostentava em 2000 o melhor IDH-M (Índice de Desenvolvimento Humano Municipal) do estado de Rondônia, sendo a única cidade interiorana da região Norte a liderar esse índice em seu estado.

Urbanização

Rondônia tem um índice de urbanização de 73,22%, ou seja, a população urbana do estado ultrapassa os 1 154 257 habitantes. A população rural do estado é de cerca de 422 166 habitantes.

Cidades mais urbanizadas


#MunicípioÍndice de Urbanização
1Vilhena94,78%
2Porto Velho91,67%
3Ji-Paraná89,93%
4Pimenta Bueno86,98%
5Cerejeiras84,67%
6Guajará-Mirim84,51%
7Rolim de Moura81,81%
8Cacoal78,79%
9Ariquemes77,04%
10Ouro Preto do Oeste74,35%

Economia


A economia do estado de Rondônia tem como principais atividades a agricultura, a pecuária, a indústria alimentícia e o extrativismo vegetal e mineral. Em 2007, o Produto Interno Bruto (PIB) do estado era de aproximadamente R$ 15 bilhões, representando 11,2% do PIB da região Norte e 0,56% do PIB nacional. Já em 2009, o PIB do estado saltou para R$ 20,2 bilhões, representando 12,4% do PIB da região Norte e 0,62% do PIB nacional. O PIB Per capita do estado é de R$ 13.455,56.
Composição econômica de Rondônia
Serviços
64,1%
Agropecuária
23,6%
Indústria
12,3%







Municípios com os maiores PIB´s de Rondônia


Maiores PIBs de Rondônia, por município
PosiçãoCidadePIB (R$ 1.000)PosiçãoCidadePIB (R$ 1.000)
1Porto Velho6 607 64211Buritis326 337
2Ji-Paraná1 401 58612Espigão D'Oeste319 634
3Vilhena1 187 76413Alta Floresta D'Oeste305 759
4Ariquemes1 040 96114Machadinho D'Oeste303 792
5Cacoal908 88615São Miguel do Guaporé283 619
6Jaru650 21416Presidente Médici245 844
7Rolim de Moura520 22017Cerejeiras237 928
8Pimenta Bueno513 63218Candeias do Jamari231 911
9Guajará-Mirim489 89919Nova Mamoré226 440
10Ouro Preto do Oeste406 83420Colorado do Oeste212 184
Fonte: IBGE, Produto Interno Bruto dos Municipios 2005-2009[18]


Ligações externas





Roraima


Roraima é uma das 27 unidades federativas do Brasil. Está situado na Região Norte do país, sendo o estado mais setentrional da federação. Tem por limites a Venezuela ao norte e noroeste,Guiana ao lestePará ao sudoeste e Amazonas ao sul e oeste. Ocupa uma área aproximada de 224,3 mil km², pouco menor que a Romênia, sendo o décimo quarto maior estado brasileiro. EmBoa Vista, única capital brasileira totalmente no hemisfério Norte, encontra-se a sede do governo estadual, atualmente presidido por José de Anchieta Júnior.[5]
A história do estado está fortemente ligada ao Rio Branco. Foi através deste que chegaram os primeiros colonizadores portugueses. O Vale do rio Branco sempre foi cobiçado por ingleses eneerlandeses, que adentraram no Brasil através da Guiana em busca de índios para serem escravizados. Pelo território da Venezuela, os espanhóis também chegaram a invadir a parte norte do rio Branco e no rio Uraricoera. Os portugueses derrotaram e expulsaram todos os invasores e estabeleceram a soberania de Portugal sobre a região de Roraima e de parte do Amazonas.[6]
Situado numa região periférica da Amazônia Legal, no noroeste da Região Norte do Brasil, predomina em Roraima a floresta amazônica, havendo ainda uma enorme faixa de savana no Centro-Leste.[7] Encravado no Planalto das Guianas, uma parte ao sul pertence à Planície Amazônica.[8]
Seu ponto culminante, o Monte Roraima, empresta-lhe o nome. Etimologicamente resultado de contração de roro (verde) e imã (serra ou monte), foi batizado por indígenas pemons da Venezuela.[7][9]

Demografia


A população de Roraima é de 451 227 habitantes, segundo a estimativa populacional de 2009, realizada pelo IBGE,[39] o que faz do estado a unidade federativa menos populosa do Brasil.[19] A capital,Boa Vista, concentra 65,3% da população do estado.[40] A população de Roraima quase dobrou em vinte anos. Em 1991, o estado contava com 217 583 habitantes, um aumento significativo de 95,51 % de crescimento populacional.[41] Os municípios que apresentaram maior crescimento populacional foram Boa Vista, a capital, e Rorainópolis.[41] Quanto ao número de crescimento populacional anual de Roraima, o estado coloca-se entre os de maior crescimento no Brasil, com uma taxa de 4,6%, muito superior à média nacional de 1,6% de crescimento. Nesse quesito, perde apenas para oAmapá, que registra mais de 5% de crescimento anual.[42] Entretanto, esse alto número de crescimento de população vem caindo nos últimos anos.[41] Um exemplo disto é a taxa apresentada em 2000, quando Roraima apresentou 49,09% de crescimento de população em relação a 1991. No último censo, em 2010, esse número caiu para 31,13%.[41] Do total da população do estado em 2010,229 343 habitantes são homens e 221 884 habitantes são mulheres.[43] Nos últimos anos, o crescimento da população urbana intensificou muito, ultrapassando o total da população rural. Segundo a estimativa de 2000, 80,3% dos habitantes viviam em cidades.[42]

A densidade demográfica era de 1,8 hab./km² em 2006.[42] Essa marca é inferior à densidade brasileira — 19,94 hab./km².[44] A distribuição da população estadual é desigual, apresentando maior concentração na região da capital e no sul do estado. Cinco municípios (Boa VistaRorainópolisAlto AlegreCaracaraí e Bonfim) concentram mais da metade da população de Roraima.[42]
Em 2005, o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) de Roraima era de 0.750, sendo classificado como médio e colocando o estado na 18ª posição entre os estados do Brasil.[4]

Subdivisões


Principais municípios


  • Boa Vista, a capital do estado, é a única capital estadual brasileira situada no Hemisfério Norte.[5] A cidade é desenhada em forma de leque, com ruas largas, bem iluminadas, e com as principais avenidas seguindo para o Centro Cívico, onde situa-se os principais monumentos da cidade.[69] É a única cidade roraimense que possui mais de 100 000 habitantes.[58]
  • Rorainópolis é o principal centro urbano do sul do estado.[70] Além de abrigar grande parte do potencial agrícola, que segundo as condições climáticas, possibilitam o cultivo de inúmeros produtos, entre os quais o café, cacau, cana-de-açúcar, arroz, feijão, milho, mandica e pastagens,[70] o município destaca-se ainda por possuir grandes atrações turísticas naturais, como a Corredeira do Jauperi, a Pedra da Linha do Equador, o rio Anauá e a ilha de Santa Maria do Boiaçu.[71]
  • Caracaraí, que surgiu como um local de embarque de gado para Manaus. Os animais desciam até a Boca da estrada, onde iniciam-se as Corredeiras do Bem-Querer. Ali eram desembarcados e tangidos até um curral no porto municipal, onde eram embarcados ao matadouro de Manaus.[72]
  • Mucajaí, município do centro-sul do estado, vem obtendo crescimento econômico com a produção, manipulação e beneficiamento do arrozmadeiraabacaximamãogadoleite e milho, além damineração.[75] Seu nome provém do rio Mucajaí, este afluente do rio Branco.[75] Além disto, o alto do Rio Mucajaí possui potencial hidroelétrico, destacando-se a cachoeira do Paredão, onde já foi tentada a construção de uma usina hidroelétrica.[75]
  • Pacaraima, o município brasileiro mais próximo aos municípios da Venezuela. Destaca-se por abrigar o Sítio Arqueológico da Pedra Pintada. Localizado na BR-174, mais precisamente na Área Indígena de São Marcos, o sítio arqueológico possui altura de 40 metros e diâmetro de aproximadamente 60 metros. A Pedra Pintada foi abrigo de civilizações há muito desaparecidas. Na caverna existente, há várias pinturas que representam cenas do cotidiano dessas civilizações. Próximo à pedra, existem ainda outras formações: Pedra do Pereira, Pedra do Peixe, Pedra do Perdiz, Pedra do Machado e Pedra da Diamantina que, juntas, formam o Sítio Arqueológico da Pedra Pintada, bastante visitado por turistas.[76]

Nenhum comentário:

Postar um comentário